Faltam 2 meses

Daqui a dois meses eu vou retornar à Paris para comemorar meu aniversário de 30 anos. Acredita que só agora começou minha ansiedade? Voltei a pesquisar dicas novas nos sites e blogs da área. Voltei a me preocupar com os pagamentos com o cartão de débito internacional. Voltei a me preocupar com a cotação do Euro –> R$3,50.

Minha ansiedade voltou com força total. Fora os reencontros na capital da França. Quero conhecer novos lugares, mas rever tudo aquilo que mais gostei! Será que vou enfrentar o mesmo frio do ano passado? 🙂

A boa notícia é que o meu namorado, futuro marido, disse que aceitaria morar em Paris se surgisse uma oportunidade para mim. Isso me deixou mega feliz, pois essa vontade não é segredo para ninguém.

Imagem: Twitter Paris Avant

Agora vamos voltar aos agitos deste Blog, que já vai completar um ano! On y va.

Aéroport Charles de Gaulle

A primeira coisa (e para alguns deportados, a única) que você vai conhecer quando chegar em Paris é o Aéroport Charles de Gaulle. Vou descrever alguns momentos e depois dar algumas dicas…

No corredor assim que você sair da aeronave vai dar aquele frio na barriga. Olhar pela vidraça aquelas outras pessoas e ficar imaginando: todo mundo ali já conhece Paris. Menos você. rs

Enfim, pedem para olhar seu passaporte e mandam você continuar o caminho. Aí você vai para a fila da famosa Imigração. Começa aquela conversa que dá frios na barriga. Olham seu passaporte e começam as perguntas: O que veio fazer? Quanto tempo vai ficar? Veio com quem? Tem amigos/familiares aqui? ….

A minha dica é sempre levar a passagem de volta impressa, o seguro saúde internacional e o comprovante da reserva do Hotel. Desta forma você vai apresentar todas as provas e evitar mais minutos de conversa com a Imigração.

Quando tudo isso termina? Quando a cidadã parisiense da Imigração enfim carimba seu passaporte e libera você! Uhuuuu, Paris! Uhuu, Tour Eiffel! Uhuuu, Louvre. Aí vou eu 🙂

Métro

O Aéroport Charles de Gaulle é imenso. Maravilhoso! Você tem linha de Métro para sair de boa e não precisa pagar 60 Euros de Táxi. Além de ter um Métro dentro do Aéroport para mudar entre o Terminal 1, 2 e 3.

Lojas e internet

No aeroport você tem restaurantes, Starbucks <3, farmácias, loja de presentes e Duty Free belíssimo. A internet free pode ser usada por apenas 15 minutos. Entretanto há caixas eletrônicos onde você pode comprar internet por até 6 horas.

Bon voyage à tous! 🙂

20130528-143352.jpg

20130528-143423.jpg

20130528-143435.jpg

P.S: Uma coisa que me assustou foi ver tantos soldados armados e passeado pelo aeroporto. Não era algo momentâneo. Eles caminham pelo aeroporto o tempo todo.

Inglês X Francês

Um dos motivos pelos quais eu escolhi estudar francês foi por ter ouvido tantos comentários de que franceses não gostam de ouvir solicitações em inglês. Na verdade eu já ouvi de tudo um pouco. De algumas pessoas eu ouvi que não tiveram problemas em se comunicar em inglês em Paris. Entretanto de outros eu ouvi que há má vontade por parte dos atendentes.

Crédito da foto: @parisdespetits

Crédito da foto: @parisdespetits

Fascinou-me entender o cuidado que eles têm com o idioma. É praticamente uma poesia se apresentar para alguém:

– Bonjour, mademoiselle! Vous vous appelez comment?  

– Bonjour, monsieur! Je m´appelle Ana et vous? Comment allez-vous?

Espero conseguir entender outros diálogos, já que estou me esforçando para entender a fonética do idioma há quase 4 meses. Será com certeza um desafio, encaro até como um “mini intercâmbio” conseguir entender e conversar com outras pessoas na França depois de apenas 4 meses intensos de estudo (!).

Além de fazer as lições do meu curso regular de francês, eu também escuto diariamente a Radio France Internacional. Ela tem sido minha segunda escola, pois ouvir as notícias no ritmo diferente do que meu professor fala na sala de aula ajuda demais!

E você tem alguma dica para quem está estudando francês? Já foi à França e conseguiu sobreviver falando apenas inglês? 🙂

Porquoi?

Decidi criar este blog para organizar o conteúdo que me ajudará na viagem para Paris. É a primeira vez que vou a esta linda cidade. Uma das principais cidades históricas deste mundo merece um estudo e um roteiro cuidadoso.

O blog não tem o compromisso de apresentar os melhores roteiros. Entretanto apresentará dicas e um pouco da vivência parisiense.

Lembra daqueles diários de jornalista da era medieval? Será mais ou menos nesta linha. A diferença é que o diário é um blog chamado “Paris para todos”.

@u revoir!  🙂