Torre em todos os lugares

A Torre Eiffel (Tour Eiffel) está no imaginário de todas as pessoas que pensam na França. É a primeira coisa que procuramos com os olhos quando chegamos na linda Paris!

Até recomendo que quem for conhecê-la que faça o passeio a pé vindo do Museu du Louvre. Só seguir por um dos lados do Rio Sena e pronto! Acredito que são 15 minutos de uma boa caminhada! Não se engane por enxergar a Torre de longe… rs

Eu tentei fazer este caminho até o fim, mas fui envolvida pelas lojinhas…fui entrando aqui, ali. Quando vi, já estava perdida em algum canto perto da Torre (pois conseguia vê-la entre os prédios)! Mas é bom. Recomendo que você erre o caminho várias vezes em Paris. Sempre encontramos coisas maravilhosas!

Tour Eiffel et Seine

Tour Eiffel et Seine

Eu visitei a Torre durante o dia, mas não vi como ela fica à noite. Na minha viagem de volta pretendo tirar essa falta da minha lista! 🙂

O Google Cultural Institute tem um vídeo da construção da Torre. Veja só!

Torre_Paris_nascimento

Serviço:

Visitas só podem ser feitas de 9h às 23h. Veja a tabela de tarifas:

Paris_Torre_tarifas

Place Saint-Michel

No dia em que eu fui caminhar da Catedral de Notre Dame (Cathédrale Notre Dame) até a Sorbonne, passei por uma praça bem agitada. Havia música, pessoas conversando e fotografando. O nome deste lugar é Place Saint-Michel, uma outra boa dica de Paris 🙂

Place Saint-Michel fica em uma região bem agitada, pois há várias universidades por perto, livrarias e cafés. Poderia dizer que é um ponto de encontro do pessoal que quer ouvir música perto do Rio Sena.

Place Saint Michel_dicas de Paris

Histórias

A Place Saint-Michel foi reestruturada pelo barão Haussmann. Também é famoso por ser o local da Fontaine Saint Michel, que foi construída pelo escultor Gabriel Davioud (no período de 1855 a 1860).

Curiosidade: A estátua central da fonte, supostamente, deveria retratar o imperador Napoleão Bonaparte. Entretanto a obra recebeu críticas dos adversários. Então, foi decidido que a estátua seria do Arcanjo São Miguel com dois dragões que jorram água da fonte.

Isso quer dizer que ela quase foi batizada de Place Saint Napoleão? rs

Que tal conhecer a Place Saint-Michel? Recomendo fazer isso após o passeio pela Catedral de Notre Dame. 🙂

Um pouco da Itália. Um pouco da França.

A Salle du Manége é um ambiente onde exuberantes esculturas antigas estão expostas, no Musée du Louvre. Dica imperdível de Paris! Esculturas gigantes e belíssimas. Você pode ficar minutos tentando decifrar o que o artista quis passar ou pode simplesmente admirar. É preciso admirar tantas obras de arte que resistiram através dos séculos!

Algumas esculturas são do século XVIII. Cito como exemplo a coleção do cardeal Albani, que fica em destaque no Musée du Louvre. Nela está incluída a escultura de Alexandre, o Grande. Trecho da descrição na sua placa: “Antiqüei, très restaurée”.

Se existiu gente feia no século XVIII, elas não foram representadas em obras de arte. Brincadeiras à parte, tudo é tão lindo nesta área do Louvre, que você pode reservar boas horas de passeio!

20130719-193708.jpg

20130719-193852.jpg

Hôtel de Ville – a super Prefeitura de Paris

Um dos lugares que mais me fascinou em Paris, não é exatamente um ponto turístico. A minha dica de turismo em Paris é o Hôtel de Ville (a Prefeitura). Você não paga para entrar, mas tem que agendar sua visita.

Você vai conhecer os belos salões do palácio e ver as exposições constantes. A última que eu vi foi sobre a alta costura de Paris, “Haute Couture”. Outro detalhe é a fachada do prédio decorada com a imagem de várias personalidades. Exemplo: Voltaire e Richelieu.

A minha visita também teve um fato marcante. Conheci a equipe de Mídias Sociais da Prefeitura de Paris. Isso foi bem importante para mim, pois já trabalho com Mídias Sociais e política há 4 anos. Foi um bom intercâmbio! Na época eu apresentei a ideia de o App Mobile para uso dos parisienses na hora de pagar os bilhetes do Metrô. Quem sabe eles possam adotá-la! 🙂

História

Em 1357 este lugar era conhecido como “Maison des piliers”. Antes se tornar um espaço para administração da cidade, era ponto de encontro dos parisienses para execuções públicas. Em 1553 o rei Francisco I determinou que fosse feita reforma no lugar para se tornar um verdadeiro palácio. Hoje podemos dizer que o Hôtel de Ville tem influências Renascentistas.

Hôtel de Ville tem fatos marcantes em sua história. Um deles todos conhecem: a super Revolução Francesa. O quartel-general da Comuna de Paris foi no Hôtel de Ville. Na época, as tropas anti-comuna incediaram parte do palácio.

Hôtel de Ville

Hôtel de Ville

Serviço:

Estação do “Métro Hôtel de Ville”, entrada pela rua Lobau. A Prefeitura tem um quarteirão só para ela!

Métro Hôtel de Ville_dicas de Paris

Boa dica de Paris para quem quer conhecer além do que os manuais de turismo indicam. Bom passeio!

Primavera em Paris

Quando você pesquisa e decide conhecer Paris na Primavera pensa que é semelhante à Primavera daqui do Brasil. Não é. Então, é indispensável levar meia de lã, sobretudo e até luva.

Como o pôr-do-sol é às 22h, podemos fazer caminhadas à noite e esquecer o horário, pois afinal o dia está claro. Entretanto o vento gelado e a temperatura baixando vai fazer você perceber que já é “Bonsoir” e não “Bonjour”. 🙂

Neste ano a Primavera na França está sendo uma das mais frias dos últimos tempos. No dia 24 de maio foi registrado 3,7ºC em Paris. Esta foi a menor temperatura num dia 24 de maio desde 1887.

Como aproveitar esse clima?

Quem for acompanhando, já terá uma costelinha para ajudar. Quem viajar sozinho (foi o meu caso), tem ótimas opções de cafés em Paris! Também há muitas lojas da Starbucks…então pode comprar um Grande Chocolat Classic e passear pela cidade! 🙂

A Primavera é maravilhosa. Não há mais neve e você já pode contemplar a beleza dos jardins.

Place des Vosges

Place des Vosges

Avenue du Maine

Avenue du Maine

Pont des Arts

Pont des Arts

Se a temperatura está assim na Primavera, pode esperar um Verão nada normal na França este ano.

À tout l´heure! 🙂

 

Aéroport Charles de Gaulle

A primeira coisa (e para alguns deportados, a única) que você vai conhecer quando chegar em Paris é o Aéroport Charles de Gaulle. Vou descrever alguns momentos e depois dar algumas dicas…

No corredor assim que você sair da aeronave vai dar aquele frio na barriga. Olhar pela vidraça aquelas outras pessoas e ficar imaginando: todo mundo ali já conhece Paris. Menos você. rs

Enfim, pedem para olhar seu passaporte e mandam você continuar o caminho. Aí você vai para a fila da famosa Imigração. Começa aquela conversa que dá frios na barriga. Olham seu passaporte e começam as perguntas: O que veio fazer? Quanto tempo vai ficar? Veio com quem? Tem amigos/familiares aqui? ….

A minha dica é sempre levar a passagem de volta impressa, o seguro saúde internacional e o comprovante da reserva do Hotel. Desta forma você vai apresentar todas as provas e evitar mais minutos de conversa com a Imigração.

Quando tudo isso termina? Quando a cidadã parisiense da Imigração enfim carimba seu passaporte e libera você! Uhuuuu, Paris! Uhuu, Tour Eiffel! Uhuuu, Louvre. Aí vou eu 🙂

Métro

O Aéroport Charles de Gaulle é imenso. Maravilhoso! Você tem linha de Métro para sair de boa e não precisa pagar 60 Euros de Táxi. Além de ter um Métro dentro do Aéroport para mudar entre o Terminal 1, 2 e 3.

Lojas e internet

No aeroport você tem restaurantes, Starbucks <3, farmácias, loja de presentes e Duty Free belíssimo. A internet free pode ser usada por apenas 15 minutos. Entretanto há caixas eletrônicos onde você pode comprar internet por até 6 horas.

Bon voyage à tous! 🙂

20130528-143352.jpg

20130528-143423.jpg

20130528-143435.jpg

P.S: Uma coisa que me assustou foi ver tantos soldados armados e passeado pelo aeroporto. Não era algo momentâneo. Eles caminham pelo aeroporto o tempo todo.

Um dia no Egito (dentro do Museu do Louvre)

Na última semana eu conheci o Musée du Louvre. Fantástico! Super dica de Paris! Recomendo para todos que gostam de História, de Arte, enfim. Eu amei tanto que fui duas vezes e voltarei um dia!

Como chegar ao Louvre?

Você pode pegar o Métro linha 4, na Estação Châtelet, e descer na Estação Palais Royal. Pronto! Só seguir na direção do Musée que não haverá erro. Há uma entrada, que só funciona no horário comercial, para levar os passageiros do Métro até a entrada do Louvre. O ingresso para ter acesso a todas as exposições custa 15 Euros.

20130523-151034.jpg

~~ Egito ~~

O Egito é fascinante demais. Ter a oportunidade de ver de perto algumas peças tão importantes para a história deste país é mais fascinante ainda! Este Departamento de Antiguidades Egípcias, do Louvre, foi criado devido às várias expedições que o super Napoleão Bonaparte fez ao Egito entre os anos de 1798 e 1801.

Você pode até se perder entre os sarcófagos! Olhar cada detalhe e imaginar tudo que já aconteceu com aquela peça. Imaginar o mais importante: o processo histórico e as vidas envolvidas naquela experiência.

20130523-151333.jpg

20130523-151539.jpg

Não posso deixar de destacar o fato de ter visto uma múmia humana. Olhei e voltei algumas vezes. É incrível ver uma múmia (momie)! 🙂

20130523-151359.jpg

Também há múmias de animais. Dá até tristeza de imaginar! Vi múmias de cachorros, gatos, peixes, jacaré e outros. Estes animais pertenciam às pessoas que eram mumificadas.

20130523-151510.jpg

Gostei das peças do cotidiano da população egípcia: colheres, pratos, adereços das mulheres…

Maxi colar não é novidade! AQUI tem mais um post só sobre isso. Veja só:

20130523-151135.jpg

20130523-151229.jpg

Detalhe para estas colheres!

20130523-151302.jpg

E esta colher ousada para época né?

20130523-152650.jpg

Este departamento do Egito no Louvre é magnífico! Perfeito para quem quer fazer uma viagem no tempo! Aos poucos vou fazendo mais posts sobre o Museu e sobre outros lugares que tive a oportunidade de conhecer em Paris como o Hôtel de Ville (Prefeitura de Paris) e Les Catacombes (Catacumbas!).

P.S: Recomendo este —> MAPA <– do Louvre para quem quiser entender a localização dos departamentos.

Gostaram? 🙂

20130523-152834.jpg

Faltam 12 dias para a semana do meu aniversário

Meus amigos devem estar de saco cheio desta mensagem. Todos os dias publico esta mesma frase mudando apenas (obviamente) os dias. O principal motivo desta viagem à Paris é para comemorar os meus 29 anos, no dia 16 de maio. 🙂

Nasci em Manaus, sou filha de uma cozinheira. Confesso que desde criança sempre quis viajar bastante, mas não tinha condições. Comecei a fazer isso depois dos 20 anos. Já conheci o Norte, Nordeste (em parte), Centro-Oeste (onde moro hoje), Sudeste (já morei em São Paulo e em Vitória) e Sul. Em poucos anos me tornei uma viajante como sempre quis.

Agora é a vez da Europa e em especial Paris. Quando tive a oportunidade de escolher para qual lugar do mundo eu gostaria de viajar, não tive dúvidas: França. Desde então comecei a estudar o idioma e ler alguns livros sobre a cidade.

O livro que mais gostei até o momento foi “À luz de Paris – guia turístico e literário da capital francesa”, de João Correia Filho. As dicas dele são ótimas! Dá uma tristeza saber que não poderei ir a todos os Museus que eu quero. Será que eu consigo um patrocínio? Se alguém quiser me ajudar, será demais! 🙂

livro